IRRESPONSABILIDADE SOCIAL
• Sergio Volk
Neste ano, no final do mês de fevereiro, o Partido dos Trabalhadores divulgou um documento chamado “ O futuro está na retomada das mudanças – Proposta para discussão do Diretório Nacional ”. Neste documento no item 2 do ”Programa Nacional de Emergência”, consta a medida de:

“Utilização de parte das reservas internacionais para um Fundo
Nacional de Desenvolvimento e Emprego, destinado a obras de infraestrutura, saneamento, habitação, renovação energética e mobilidade urbana. “

Cabe lembrar que as reservas internacionais são um seguro importante contra flutuações cambiais, especialmente em momentos de turbulência, e que representam um ativo que dá autonomia ao país. As reservas representam “um colchão de proteção” de importância reconhecida pelas agências de classificação de risco.
O Quadro Sinóptico das Reservas Internacionais do Banco Central do Brasil (BACEN) apresenta um montante de US$ 359 bilhões em divisas conversíveis no fim do mês de fevereiro de 2016.
Um pais com uma situação fiscal confortável é possível vender reservas já num país com desequilíbrio fiscal as consequências podem ser desastrosas, haveria um adicional no cálculo do prêmio de risco-país incorporando o risco de solvência externa.
Assim, para conseguir atrair capital estrangeiro em montante suficiente para o financiamento de sua dívida externa, um país com spread elevado no EMBI+ necessita oferecer altas taxas de juros.
Recentemente o Tesouro Nacional vendeu títulos (Global 2026) em dólares (US$ 1,5 bilhão) com um spread de 4,196 pontos percentuais em relação ao retorno exigido de um título de dez anos do governo americano (EMBI+).
A elevação do risco afeta também todos os papeis corporativos colocados no mercado e não apenas os títulos de dívida soberana.
Para utilizar as reservas o BC tem que fazer o caminho inverso de sua constituição, ou seja, o BC comprou as reservas com a criação de moeda e em seguida emitiu títulos da dívida pública. O caminho inverso pode causar uma desvalorização do real descontrolada.

Irresponsabilidade Social